Privilegiada pela beleza natural e de sangue indígena, Roberta Marques, 20 anos, é a nova Miss Porto Seguro, eleita em 23/10/21. Natural de Santa Cruz Cabrália, a bela morena se prepara para representar a cidade no Miss Grand Bahia 2021, em Salvador, onde vai concorrer ao posto de Miss Bahia.

O concurso de Miss Porto Seguro aconteceu no Hotel Solar do Imperador, sob a direção de Veronika Bullara. Para  Roberta, ganhar o Miss Porto Seguro foi a realização de um sonho de infância. “Desde criança eu sempre me imaginei sendo miss, quando assistia aos concursos pela televisão, sendo algo utópico e distante da minha realidade. Hoje me sinto realizada com o título, mas ainda desejo ir mais longe e poder representar Porto Seguro para o mundo”, diz.

Em 2016, Roberta participou do Miss Teen, mas não foi finalista. A aparente derrota, fez com que a jovem tivesse uma motivação ainda maior para continuar tentando. Para a disa do Miss Bahia, o assessor Tiago de Paula afirma que “Roberta está sendo considerada uma forte concorrente, podendo trazer esta coroa para a região”.

Filha de pedreiro, de quem herdou o sangue e os traços indígenas, e de mãe cabeleireira, Roberta nasceu no Hospital de Santa Cruz Cabrália e sempre morou na sua cidade natal. “Assim como a maioria dos nativos, transitei pelas escolas públicas do município desde o Jardim até o Ensino Médio”. Após a conclusão, ingressou, aos 17 anos, na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), no Curso de Bacharelado Interdisciplinar em Saúde.  Daí, Roberta afirma que pretende partir para o segundo ciclo na universidade e cursar Medicina, realizando assim outro grande sonho. “E seja na Medicina ou no mundo da moda, me sinto realizada enquanto filha de pedreiro por poder ocupar espaços que, na maioria das vezes, são compostos por pessoas que fazem parte de uma falsa elite brasileira”, filosofa.

Campanha natalina

Na agenda de Roberta Marques também tem espaço para ações sociais. Ela participa de campanhas como a de arrecadação e doação de brinquedos para as aldeias indígenas de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália. Afirma que o trabalho é desenvolvido pela comunidade brasileira de Boston/EUA, liderado pelo empresário Ricardo de Paula,que atualmente mora lá. “São empresas com visão social, que desenvolvem ações de apoio a pessoas carentes. Já foram arrecadadas centenas de brinquedos e já entregamos na Reserva da Jaqueira, Aldeia Aroeira e outras. O objetivo é fazer as crianças felizes!”.

 

Para Roberta, assim como para o mundo inteiro, a pandemia trouxe importantes mudanças. “A maior que tivemos com a pandemia foi a de valores. Na minha comunidade, ficou evidente o espírito de cooperação. Quem tinha pouco, dividia o seu pouco com quem tinha menos. O cuidado com o outro e principalmente com os idosos passou a ser crucial para a superação da pandemia. E nós, enquanto cidadãos, nos tornamos heróis com gestos tão simples como a lavagem de mãos, uso de máscaras e distanciamento social.” Mas por outro lado, afirma a beldade, “assim como existem os heróis, também existem os vilões que se recusam a aderir aos protocolos, agravando ainda mais a situação pandêmica”.

A miss afirma que, pelo fato de não conviver com o pai -  já que os pais são separados -, ela não cresceu dentro da cultura indígena. Mas que o seu projeto de vida envolve a divulgação das belezas naturais, da cultura e da diversidade portossegurense. Além, disso quer se dedicar a projetos sociais na área da Saúde Pública e em defesa do SUS.