Nesta quinta-feira (30), pela manhã, houve o lançamento da Rede de Proteção a Mulher, na Câmara Municipal de Santa Cruz Cabrália. A solenidade contou com a participação da Prefeitura Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Ministério Público e demais órgãos envolvidos na proteção da Mulher. O número para denúncia é (73)3162-7750. Este número recebe ligação à cobrar.
Compondo a mesa de honra, Ten. Coronel Alexandre Souza, Prefeito Municipal Agnelo Santos, Presidente da Câmara de Cabrália - Rita Soraia Alves,  juíza da comarca de Cabrália - Tarcísia de Oliveira Fonseca Elias,e o Cap. PM Márcio Henrique.
Em local de destaque, Delegado da Polícia Civil - Wendel Ferreira Santos, kandara Pataxó - Coordenadora do CRAM indígena, Juari Pataxó - Secretário de Assuntos Indígenas,  Cap. PM Wendel Bonfim, cacica Ianomi Pataxó, Renata Pinheiro - Secretária de Saúde e o Comandante Alcântara, representando o Corpo de Bombeiros de Porto Seguro.
Em tempo, o Termo de cooperação foi assinado pelos componentes da mesa de honra e local de destaque.
O ato da assinatura simbólica foi feito pela Presidente da Câmara Rita Soraia, que acrescentou alguns tópicos na lei Maria da Penha: "Fiquei muito feliz pela sanção do prefeito. Essa é uma lei que se estende aos idosos e as crianças. Agradeço aos vereadores pelo apoio, pois não podemos fazer nada sozinhos", explica a vereadora.
Kandara Pataxó, Coordenadora do Centro de Referência de Atendimento a Mulher - CRAM, agradeceu à presidente pela criação dessa lei municipal e ao prefeito Agnelo demais vereadores por terem sido sensíveis a essa causa: "Quando solicitei a implantação da rede aqui no nosso município, o primeiro CRAM indígena do país. Não somos um número,  uma estatística,  somos mulheres, mães e temos que dar um basta nisso".
 
Uma apresentação indígena, composta só de meninas, foi feita em comemoração a implantação da rede e, oferecida, em especial à vereadora Rita Soraia, que criou a lei, e ao Prefeito Agnelo Santos que sancionou-a.
"A mulher vitimada é quem mais ganha com a implantação dessa rede em Santa Cruz Cabrália. Esperamos que, com essa medida, a violência contra mulher caia consideravelmente. É o que todos nós que fazemos parte dos órgãos e entidades envolvidas, esperamos", disse o delegado Wendel Ferreira.
"Nesse período de pandemia, tivemos um aumento exponencial nos casos da violência. Essa rede, além de Porto Seguro, também já existe em Belmonte", diz o cap. PM Márcio Henrique.
O CRAM agora também está funcionando na Secretaria de Assuntos indígenas.
"Com a rede atuando, tenho certeza que avançaremos nesse sentido. Esse é o início de uma transformação. O judiciário só funciona se a rede funcionar. Essa é uma nova esperança. Temos que olhar os vulneráveis com mais carinho e atenção. O objetivo da justiça é a pacificação social", diz a juíza Tarcísia Oliveira.
A vereadora Rita Soraia Alves ressaltou o apoio dos colegas vereadores e o Prefeito Agnelo Santos: "Como servidora pública, quero contribuir sempre com a melhoria dessa cidade".
O Prefeito Agnelo Santos mostrou-se muito feliz e convicto na mudança do atual cenário: "Não tenho dúvida que esse programa vai alcançar seus objetivos. A mulher é guerreira e até denunciar o marido, o companheiro, às vezes leva tempo; tem a dificuldade de ir atrás de ajuda. Mas essa é mais uma ferramenta para proteger as mulheres", diz o Chefe do Executivo.
Nesta foto estão as líderes do Grupo Mulheres do Brasil - Núcleo Porto Seguro, que estiveram no evento para parabenizar o trabalho, além de apresentarem as premissas sobre esta rede de apoio que estárá em breve abrindo as portas para a comunidade feminina da Costa do Descobrimento.
 
O Ten. Coronel Alexandre Souza, responsável pela expansão da Rede de Proteção a Mulher na Costa do Descobrimento, afirmou: "Vamos coordenar essa atividade para que obtenha sucesso. Conto com o serviço da Cap. PM Juliana que faz um excelente serviço.  Agradeço o apoio de todas as instituições envolvidas e unidas; Polícia Militar, Corpo de bombeiros, polícia civil e em especial, a prefeitura municipal".
 
 
EM VÍDEO MENSAGEM DA MAJOR DENISE
 
Após a finalização da solenidades, todos passaram para o salão de eventos onde houve uma confraternização com um coffee break.