Ser um jogador profissional é o sonho de muitos brasileiros. As viagens, o dinheiro e a fama são recompensas realmente tentadoras, não é verdade? Porém, ao contrário do que a maioria acredita, ser um atleta profissional requer muito esforço.

Todos os profissionais do esporte, não apenas os jogadores, seguem regras rígidas de alimentação e treinamento. São dietas rigorosas e horas e mais horas de treino nos gramados.

Além disso, a seleção dos jogadores para ingresso nos times é realmente complexa: há muitas opções disponíveis para os olheiros, e nem sempre eles escolhem os melhores.

Portanto, como você deve imaginar, ser um jogador profissional vai muito além de simplesmente jogar bola bem.

Veja mais detalhes!

1. Treine como um jogador profissional

Se você quer se tornar um jogador profissional, precisa treinar como um atleta desse nível. Afinal, o que difere um jogador casual de um profissional é a quantidade de horas empregadas na atividade.

No caso, por ser uma tarefa árdua, é comum o atleta usar um combo de suplementos para manter a saúde e potencializar os resultados.

Como seu objetivo é se tornar um profissional, você deve iniciar pelo básico — e fazê-lo muito bem, diga-se de passagem. Treine diversas técnicas de chute, procure aprimorar seu domínio de bola e sua pontaria durante os passes. Enfim, desenvolva a “intuição” de um profissional do esporte.

É recomendado treinar pelo menos 3 horas por dia. Só assim é possível alcançar a maestria.

2. Seja especialista em uma área

Quando o assunto é futebol, devemos sempre lembrar das separações do campo onde o jogo acontece. Aliás, tornar-se um especialista em uma delas pode te garantir o ingresso em um time profissional rapidamente.

A posição mais almejada pelos atletas é a de atacante. Essa é a posição que mais se destaca no jogo, e é lá onde os goleadores estão.

Todavia, posições laterais ou meio-de-campo, como são menos almejadas, podem facilitar na hora de ser selecionado para um time profissional. E elas não possuem menos glamour: o atacante só faz gol se o trabalho dos laterais e meios-de-campo for bem executado.

Uma posição que poucas pessoas escolhem é a de goleiro. Por isso há falta de jogadores nessa posição na maioria dos times. Porém, ela é uma das mais complexas do jogo.

3. Trabalhe seu emocional

Todos os profissionais do esporte têm algo de semelhante: seu emocional forte. Isso significa não se abater por uma derrota iminente, nem desleixar com a vista da vitória do jogo.

Além disso, recuperar-se emocionalmente de uma derrota é essencial para qualquer atleta. Afinal, até mesmo os times mais preparados sofrem derrotas eventuais. Levar essa derrota para outros jogos é dificultar a vitória.

O ideal é não levar nada de um jogo ao outro. Ou seja, a tristeza — ou euforia — do jogo passado deve estar bem longe dos próximos jogos. Isso impede erros bobos por falta de atenção ou pensamentos de inferioridade.

4. Cuide de seu preparo físico e mental

O preparo físico é algo indispensável para qualquer jogador profissional — em qualquer posição. Um erro comum é acreditar que goleiros não precisam de preparo físico como nas demais posições.

Para quem quer viver como atleta, o ideal é adorar a prática esportiva de forma geral. Ou seja, mesmo sendo um profissional do futebol, realizar corridas, treinar natação e até ciclismo vale para seu preparo físico.

O seu corpo é seu ganha-pão, portanto ele precisa estar sempre em ótimas condições. Da mesma forma, os jogadores precisam de uma mente afiada durante o treino, e exercícios de concentração podem ajudar muito nessa tarefa.

Jogos de tabuleiro como xadrez e damas são ótimos para aumentar o foco do atleta. Além disso, praticar yoga e/ou meditação com frequência pode ajudar a equilibrar o emocional do esportista.

5. Tenha paciência

Em média, são necessários 4 anos para transformar um cidadão comum em um atleta de alto rendimento, capaz até mesmo de competir nos Jogos Olímpicos. Nesse tempo de treino, espere muito esforço e sacrifícios ao longo da jornada.

O fato é que ninguém se torna um jogador profissional da noite para o dia. Aliás, até mesmo aquela história de “talento natural” é balela: o que importa, no fim das contas, é seu empenho durante o treinamento.

Assim como qualquer outra coisa que tenha valor, construir uma carreira demanda tempo e esforço. Portanto, seja paciente e aproveite a jornada.

6. Procure se destacar dos demais

Por fim, vale lembrar que você estará sendo testado em todos os jogos em que participa. Da mesma forma, seus colegas de equipe são possíveis concorrentes durante a seleção de jogadores para times profissionais. Dessa forma, procure mostrar seu melhor nas partidas.

A seleção costuma ocorrer de maneira silenciosa: um olheiro vai até o campo e observa um jogo qualquer; caso algum jogador chame sua atenção, ele pode realizar testes. Se tudo correr bem, há uma contratação.

Gostou do conteúdo? Envie para seus amigos que querem se tornar jogadores profissionais de futebol!