Se para uns a economia brasileira tem dado mínimos sinais de recuperação, para muitos municípios baianos a crise ainda assola investimentos nas principais áreas. Um levantamento realizado pelo Observatório Social do Brasil, em Santo Antônio de Jesus, com base em dados do Tribunal de Contas dos Municípios, e publicada pela coluna Satélite, aponta os salários de pelo menos 14 prefeitos que destoam do cenário de crise. Nove desses ultrapassam os R$ 25 mil, tendo prefeito que recebe mensalmente o teto constitucional.

É o caso do prefeito de Paulo Afonso, Luiz de Deus (PSD), que possui o maior salário entre os 417 prefeitos baianos. Ele recebe mensalmente R$ 33.763 – valor do teto constitucional. Logo após aparecem os prefeitos de Antas, Manoel Nilo (PSB) - irmão do deado estadual Marcelo Nilo, e Itabuna, Fernando Gomes (PSD), ambos com R$ 30 mil. 

Na Região Metropolitana de Salvador, os prefeitos com maiores vencimentos são Dinha Tolentino (MDB), de Simões Filho, com R$ 26.880 e Moema Gramacho de Lauro de Freitas, com R$ 26 mil.

Seguindo os R$ 26 mil ainda está o prefeito de Porto Seguro, Beto do Axé Moi. 

Completam a lista dos R$ 25 mil de salários, os prefeitos de Juazeiro, Paulo Bonfim (R$ 25.502), Teixeira de Freitas, Timóteo Brito (R$ 25 mil) e Riacho de Santana (R$ 25 mil).

Dentre as maiores cidades do estado, os respectivos prefeitos não estão na lista destoante. ACM Neto (Salvador) recebe R$ 18.038,10; Zé Ronaldo (Feira de Santana) ganha R$ 8.441 e Herzem Gusmão (Vitória da Conquista) com R$ 19.132.

Vale ressaltar que na outra ponta estão os prefeitos com os menores salários: Edcarlos Oliveira (PT), prefeito de Maetinga, recebe R$ 6.300, e os gestores de Cristópolis, Gilson de Souza (PSD), e de Santa Inês, Hemerson Eloi (PT) – R$ 7 mil e R$ 7,5 mil, respectivamente.

Os nove maiores salários da Bahia:

Luiz de Deus, Paulo Afonso – R$ 33.763
Manoel Nilo, Antas – R$ 30 mil
Fernando Gomes, Itabuna – R$ 30 mil
Dinha Tolentino, Simões Filho – R$ 26.880
Moema Gramacho, Lauro de Freitas – R$ 26 mil
Beto Axé Moi, Porto Seguro – R$ 26 mil
Paulo Bonfim, Juazeiro – R$ 25.502
Timóteo Brito, Teixeira de Freitas – R$ 25 mil
Alan Vieira, Riacho de Santana – R$ 25 mil