Dando continuidade o “Enfrentamento e combate ao abuso e exploração sexual da criança e adolescente”, a Secretaria de Assistência Social em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMCDA), CREAS, CRAS e Conselho Tutelar, proram nesta sexta-feira (18), uma blitz pela manhã no centro da cidade e outra à tarde em Coroa Vermelha, com palestras, panfletagem, carro som, foram utilizados para mobilização da comunidade.
A mobilização teve como objetivo intervir, orientar e sensibilizar a população para a importância da denuncia, em casos de suspeitas de violação de diretos das crianças e dos adolescentes. Iniciativas com esse objetivo vão acontecer sempre no município.
“Caso você perceba que uma criança ou adolescente está passando por exploração sexual, denuncie, disque 100! Muitas vezes a criança não fala por medo, porque sofre com a pressão psicológica também. Denúncia não é fofoca; você pode estar salvando uma vida”, frisa Nana Chiarelli – Conselheira Tutelar.
O ‘Disque 100’, é um eficiente mecanismos para a população denunciar¨, segundo a secretaria de Assistência Social,  Flaelma da Silva, criado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes.
O disque 100 funciona 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas por meio de discagem direta e gratuita.
Os eventos contou com a participação de alunos e professores das Escolas Municipais Nelson Almeida, Nair Sambrano Bezerra e Tânia Guerrieri, além das equipes das Secretarias de Educação, Saúde, Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, Centro de Referência da Assistência Social – CRAS e Conselho Tutelar.