O desembargador Gesivaldo Britto assumiu, em cerimônia realizada na manha desta quinta-feira (1°), no Fórum Ruy Barbosa, a presidência do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). 

Brito substitui a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago apos ter sido eleito em 16 de novembro do ano passado para o biênio 2018-2020. 

Além de Gesivaldo Britto, tomaram posse o desembargador Augusto Lima Bispo, na 1ª Vice-Presidência; a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal, na 2ª Vice-Presidência; a desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos, na Corregedoria Geral da Justiça; e o desembargador Emílio Salomão Pinto Resedá, na Corregedoria das Comarcas do Interior.

Em seu pronunciamento de despedida do cargo de presidente, Maria do Socorro agradeceu, sobretudo, à parceria com o governador Rui Costa, ao prefeito de Salvador ACM Neto, ao atual e ao ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel e Marcelo Nilo, respectivamente.

Segundo a desembargadora, o "casamento" entre seu mandato e o governador Rui Costa foi harmônico. "Teve de tudo que tem no casamento. Mas calma! Não é o que estão pensando. Teve a briga pelo cartão de crédito, a senha que o marido não dá, mesmo apelando para São Manoel Vitório (secretário da Fazenda)", brincou, arrancando gargalhadas na plateia que acompanha a cerimônia no salão nobre. 

Ao se dirigir ao prefeito ACM Neto, Maria do Socorro lembrou a boa relação que mantém com o democrata. "Sempre tivemos relação amistosa de parceria e respeito. Sou amiga de Neto, sim, como sou de Rui e de muitos outros", comparou.