Com o hasteamento da bandeira e o Hino Nacional, Cabrália inicia as comemorações de 07 de setembro.
Cerca de vinte escolas (municipais e particulares) participaram do desfile cívico, juntamente com as maçonarias de Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro e Belmonte, Desbravadores “Guerreiros do Atlântico”, representantes da saúde (agentes de endemias, Caps, hospital, policlínica), Secretaria de Assistência Social e as fanfarras Fanvic, Fanjuc e Fanmuaap.
O desfile iniciou na Praça de Arakakaí, seguindo pela Rua Yaya – Campos Tourinho, com uma breve apresentação no centro da cidade.
Marize Rezende – Diretora de Ensino ressalta a importância da participação da comunidade neste dia em que se relembra a Independência do Brasil: “O intuito é despertar a sociedade para o momento atual no sentido político e cívico. É importante a participação dos pais e alunos para que tenham um envolvimento ativo para um Brasil melhor”.
O Prefeito Agnelo Santos, juntamente com os tenentes Ualasse Ferreira e Robson Lago, Marinha do Brasil e Polícia Militar, respectivamente, fizeram o hasteamento das bandeiras do Brasil, Estado da Bahia e Santa Cruz Cabrália, por volta das 8h30 desta quinta-feira (07), iniciando as comemorações da Independência do Brasil. A frente do desfile, a Filarmônica 08 de Dezembro que puxou os pelotões que seguiram pela rua central da cidade.
“Esta data convida as famílias a irem às ruas. Esse é um momento de valorização da história da nossa Pátria Mãe. Assim, podemos manter viva a história e dar exemplos de cidadania para nossos filhos e refletirmos sobre o que queremos deixar para eles. As nossas crianças aprendem principalmente pelos exemplos. Precisamos manter viva a nossa história e dar bons exemplos culturais, sociais e morais”, diz a Secretária de Educação Ana Paula Guerrieri.
“Este é um ato cívico que relembra a nossa história. Muitos morreram para que hoje fôssemos um povo autônomo, livre. Este é um ato que devemos lembrar principalmente em dias difíceis. Moramos onde o Brasil nasceu; mais um motivo para estarmos aqui. Viva o Brasil”, conclui o gestor Agnelo Santos.