Quem confiou nos relógios de celulares e comadores neste domingo (21) pode ter se perdido um pouco no tempo. Isso porque vários aparelhos adiantaram em uma hora automaticamente, como se o horário de verão já tivesse começado. 

À meia-noite, os relógios pularam para 1h. A mudança ocorreu dois fins de semana antes do início real do horário de verão, programado para o dia 4 de novembro.

Este ano, o início do horário especial foi adiado por conta do segundo turno das eleições, que será realizado no dia 28 de outubro. A data chegou a ser alterada para 18 de novembro, já que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado no próximo domingo, mas o governo recuou e, enfim, o início do horário de verão ficou fixado mesmo para o dia 4.

Mas esta não foi a primeira “confusão” envolvendo eletrônicos nesta semana. À meia-noite de segunda-feira (15), alguns celulares com sistema iOS já haviam adiantado uma hora. Nesse caso, os aparelhos levaram em consideração o início do horário de verão no ano passado, que foi na virada de 14 para 15 de outubro, no caso, um domingo.

O horário de verão foi adotado pelo governo brasileiro em 1985 como estratégia para economia de energia elétrica, já que a luz do sol se estende até o início da noite e a luz natural pode ser aproveitada. Mas o ajuste não vale para todas as regiões e é aplicado apenas nos estados do Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Este ano, a mudança nos relógios vai até 16 de fevereiro.