A data oficial à comemoração ao Dia Internacional da Mulher é 08 de Março, mas a Associação das Mulheres Indígenas, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Cruz Cabrália e o Governo do Estado da Bahia, estendeu as comemorações que se deu na Escola Municipal Indígena Pataxó.

De 14 a 16 de março, as mulheres indígenas e não indígenas passaram por atendimentos médicos, cuidados com a beleza, ações sociais, seminários e muito mais.

O dia 14 foi dedicado à saúde. No total foram 04 Clínicos gerais, nutricionista, pediatra e ginecologista, prestando atendimento, a toda comunidade, das 09h00 às 17h00. As mulheres assistidas já saiam de lá com os remédios que foram entregues pela farmácia montada no local. Durante o dia, houve ainda vacinação e testes rápidos. Uma média de 300 atendimentos realizados.

Dia 15 – Dia da beleza! Com parcerias realizadas com Senac e salão de beleza, as mulheres cuidaram do cabelo, unhas, pele etc. Maquiagem, designer de sobrancelhas, manicure, pedicuro, limpeza de pele, cortes de cabelo, tudo à disposição para elas ficarem com a autoestima lá em cima! Durante o dia aconteceram sorteios de brindes, curso profissionalizante de saladas práticas com chefe de cozinha do Senac disponível para 15 mulheres, e ainda, atendimento da Assistência Social (CRAS, CREAS, CEJUSC e SAC).

Dia 16 – A partir das 09h00, a Caravana “Respeita as mina” realizou palestras e oficinas com técnicos do estado: Psicólogos, assistente social e outros.

“Este evento foi feito em parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Cruz Cabrália, Governo do Estado e Ondas Praia Resort”, frisa a Presidente da Associação das Mulheres Indígenas, Kandara Pataxó.

Houve uma solenidade em que estiveram presentes autoridades municipais, o Deado Estadual Davidson Magalhães – PCdoB, Cacique Aruã Pataxó - PCdoB, Kaliana Fontes – Coordenadora do projeto no Litoral Sul, Conselho Tutelar, Secretaria de Assistência Social, representantes da saúde indígena e a comunidade. O evento contou com a participação dos alunos que declamaram a Lei Maria da Penha em cordel.

Davidson Magalhães foi o responsável pela emenda federal que viabilizou recursos para o projeto no litoral Sul: “Agradeço a acolhida no município. Tenho vindo muito aqui e em parceria com a prefeitura e o cacique Aruã Pataxó, vamos construir o estádio de futebol em Cabrália. Viabilizamos mais de R$75 mil para o trabalho em piscicultura e cerca de R$300 mil em investimento no projeto, através da Secretaria de Políticas para as mulheres. Conseguimos viabilizar a casa de farinha das mulheres indígenas. É um conjunto de ações que estamos realizando. A violência contra a mulher é um problema cultural que precisamos combater. Governo não se faz apenas com obras, mas com valores também. Precisamos ser intolerantes com a violência. A cultura tem que ser a de paz”, ressalta o deado.

Kaliana Fontes, coordenadora do projeto no Litoral Sul ficou emocionada ao ver a apresentação indígena: “Precisamos parar e pedir desculpas aos nossos ancestrais. A violência contra a mulher veio desde a pré - colonização. Primeiro contra as indígenas e depois contra as negras. As mulheres eram consideradas propriedade. Temos que nos fortalecer. A violência é muito grande. A cada duas horas uma mulher é morta e a cada 11 minutos uma mulher é estuprada. Para uma sociedade machista que não nos valoriza, temos que nos valorizar ainda mais”, ressalta a coordenadora.

O Prefeito Carlos Lero saudou a todos e se colocou à disposição para entrar em defesa das mulheres: “Não falo só como gestor, mas como homem não aceito violência contra mulher. Temos que respeitar o direito de cada um. Agradeço a nossa amiga Kandara Pataxó, que está à frente da associação das mulheres. Que Deus continue abençoando a todas vocês”, conclui o gestor.

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2

 

Respeita as minas 2